Crise? Momento certo! Arrume a casa para vender mais

14 de maio de 2020
blank

Os cientistas afirmam que uma das mudanças mais importantes que diferenciaram os seres humanos dos demais seres vivos foi a nossa capacidade de ficar de pé. Isso teria nos permitido enxergar mais longe e, assim, anteciparmo-nos aos perigos. Essa postura bípede também fez com que as nossas mãos ficassem livres e pudéssemos lidar com mais tarefas de uma só vez – por exemplo, segurar uma lança e correr ao mesmo tempo.

 

Outra das nossas vantagens em relação aos outros animais é a nossa capacidade de reter e compartilhar informações. Isso significa que, por meio de diferentes formas de linguagem, somos capazes de trocar experiências e conhecimentos, buscar ajuda e atuar como membros de uma comunidade. Por isso, diz-se que somos seres gregários – vivemos em grupo e somos capazes de cuidar uns dos outros, o que em vários momentos da nossa história foi determinante para a nossa sobrevivência.

 

Todas essas características apontam para um aspecto em comum, fundamental para a espécie humana: a nossa capacidade de adaptação às mais adversas condições. De fato, ao longo do tempo, fomos modificando não só a nossa compleição física, mas também os nossos comportamentos de maneira a fazer frente aos desafios que se colocavam perante nós.

 

Agora, estamos em um novo momento da nossa história durante o qual essa vocação para a adaptação será posta à prova mais uma vez. Falamos, é claro, da pandemia da Covid-19 que tem assolado o mundo, colocando-nos perante problemas sanitários e financeiros de enormes proporções.

 

Pensando nesta situação que vivemos, neste post, falaremos sobre as oportunidades que, ao longo da história humana, as crises representaram para a sociedade. Acreditamos que este é, sim, um momento para nos prepararmos e estarmos à altura dos desafios que virão. Continue a leitura e vem com a gente saber como isso pode ser feito.

 

Cinco exemplos de respostas às crises que se traduziram em benefícios e oportunidades

 

Vejamos, a seguir, exemplos que nos mostram como, em diferentes períodos, fomos capazes de dar respostas benéficas às mais diversas situações de crise e adversidade, nas mais diferentes áreas.

 

#1: Nos séculos XVIII e XIX, milhões de pessoas morreram de varíola, uma doença infeciosa causada por um vírus que, segundo os cientistas, circulava entre os humanos desde o séc. III. Em 1798, um naturalista inglês descobriu que a vacinação era capaz de prevenir a doença. Durante o século XX, medidas para a contenção desse vírus foram intensificadas até que a varíola foi considerada erradicada em 1980. Essa crise representou uma oportunidade de melhoria da luta contra doenças infecciosas em boa parte do mundo.

 

#2: Nas décadas de 1950 e 1960, a resposta à pandemia de poliomielite, outra doença causada por vírus, fez com que a Medicina aprimorasse muitos cuidados nas UTIs, o que acabou servindo para o tratamento de outras doenças. Além disso, a ideia do “pulmão de aço”, muito usado nessa altura, foi recentemente aproveitada por algumas empresas, que desenvolveram protótipos de novas versões desse respirador para tratar pacientes da Covid-19.

 

#3: No início dos anos 1930, a procura pelo café caiu consideravelmente em todo o mundo. Isso acabou prejudicando grandemente os produtores do Brasil, país na altura responsável pela maior produção do grão no planeta. Esse cenário adverso fez com a Nestlé tivesse a ideia de transformar o produto em pó (assim como já fazia com o leite), com a intenção de torná-lo mais durável. O produto caiu no gosto dos consumidores ao redor do mundo. Atualmente, o Nescafé é um dos produtos mais importantes da Nestlé.

 

#4:  Depois da Segunda Guerra Mundial, a Piaggio, uma empresa italiana de fabricação de aviões, se viu em dificuldades econômicas devido à perda de mercado. A empresa decidiu então criar um novo meio de transporte barato, que pudesse suprir a necessidade de locomoção básica da população italiana, aproveitando o mesmo maquinário que servia para fabricar as aeronaves. Eis que surge a Vespa, modelo que viria a ser tornar um fenômeno mundial de vendas.

 

#5: A crise mundial de 2008 levou pessoas e empresas a repensarem certos modelos de consumo. Buscando baratear serviços, um grupo de amigos fundou o Airbnb, em São Francisco, na Califórnia. A ideia era criar uma plataforma para as pessoas anunciarem e reservarem acomodações em seus próprios imóveis por um preço mais em conta. Hoje, o negócio está avaliado em US$ 25,5 bilhões.

 

Todos esses casos nos mostram que, durante as crises, é preciso resiliência, coragem, criatividade e inovação. Em períodos favoráveis de crescimento, as empresas são impulsionadas pela economia a conseguir bons resultados, e isso acaba nivelando os resultados. Na crise, com a maré contra, os mais preparados conseguirão fazer progressos notáveis e abrirão vantagens sobre seus competidores.

 

Neste momento, mais do que nunca importa fomentar internamente uma cultura de abertura ao novo e de atenção a tudo que se passa no mercado. Por exemplo, agora, com o dólar atingindo níveis recordes, quem exportar seus produtos vai se dar bem. E não se engane: vender para o exterior não é apenas privilégio de grandes empresas – pequenos e médios negócios também podem buscar essa alternativa.

 

A Open Market Comércio Exterior está há mais de 19 anos no mercado, provendo soluções inteligentes na gestão do comercio exterior. Oferecemos serviços na área de importação e exportação e garantimos total controle desses processos.

 

Quer saber mais sobre essa oportunidade para a sua empresa enfrentar a crise? Entre em contato conosco agora mesmo e teremos prazer em tirar as suas dúvidas!

 

Até o próximo post!

 

Open Market – Comércio Exterior

blank

Notícias aduaneiras do mês de setembro

15 de setembro de 2020

ver mais

Série Importação: Máquinas para a movimentação de carga

3 de setembro de 2020

ver mais

Série Importação: Máquinas para a agricultura

26 de agosto de 2020

ver mais

Notícias aduaneiras do mês de agosto

17 de agosto de 2020

ver mais