5 desafios para quem quer importar em 2020: saiba quais são e como driblá-los

4 de fevereiro de 2020
blank

Atuar com operações de comércio internacional é uma ótima maneira de melhorar o desempenho econômico da sua empresa. No entanto, é normal surgir alguns desafios para quem quer importar. Afinal, os processos são complicados e podem gerar confusões difíceis de entender. Então estão aí os 5 desafios para quem quer importar em 2020.

Se você deseja investir nessa área deve conhecer esses obstáculos e saber solucioná-los. Por isso, separamos uma lista dos 5 principais desafios para você driblar esses entraves e estar pronto para encarar o mercado exterior. Confira!

O que é o ato de importar?

Na prática, é adquirir um bem ou produto de outro país e trazê-lo para o seu. Conforme as normas brasileiras, isso só pode ser feito por pessoas jurídicas, quando os fins são comerciais, e pessoas físicas, para o consumo próprio.

Quais os desafios para quem quer importar em 2020?

  1. Burocracia excessiva

No Brasil, existe um alto nível de burocratização ao realizar operações de comércio exterior. Há muitos processos para serem cumpridos e vários órgãos regulamentadores, tornando as análises lentas e até cansativas. Por ser tão custoso e complexo, alguns empresários desistem de obter benefícios ou isenções, na tentativa de tornar mais ágil.

Além de lidar e entender essa parte de documentações e avaliações, as empresas ainda precisam ficar atentas as exigências dos outros países. Isso acaba gerando preocupações com relação a multas e taxas extras.

  1. Fornecedores desconhecidos

Para quem está começando a se aventurar nas importações, um grande desafio é encontrar fornecedores confiáveis. Muitos compram os produtos do exterior com desconhecidos e acabam se surpreendendo negativamente. Dessa forma, antes de fechar um negócio, pesquise sobre a qualidade dos processos produtivos e a sua capacidade.

  1. Prazos ruins

Considerando a lentidão de análise e aprovação da maioria dos órgãos, alguns negócios enfrentam problemas com atrasos, transtornos e imprevistos. Por isso, é essencial que haja um planejamento de cada operação feita, considerando essa demora.

  1. Câmbio variado

O câmbio sempre assusta os importadores, pois não há certezas de qual será o custo final do que está sendo comprado. Isso é ainda mais desafiador quando uma organização procura por preços baixos, mas a alta do dólar, afeta diretamente o custo, podendo causar prejuízos. Sabendo disso, é indicado calcular o valor da importação com uma margem adicional.

  1. Tributação e preços altos

Em todas as situações, os impostos são um grande tormento, principalmente quando afetam os custos de importação. Isso acontece porque existem inúmeros tributos sob os produtos, como: o ICMS, Imposto de Importação, a taxa de armazenagem, o frete Internacional, etc.

Tantas tributações impactam no preço final da mercadoria, deixando-a menos competitiva no mercado. Além disso, caso alguma taxa não seja atendida, pode gerar problemas legais, como multas, juros ou outras despesas.

Por que contar com um parceiro especializado?

Na hora de importar pode surgir muitas dúvidas, pois os processos contêm muitas partes para serem resolvidas. Assim, é sempre bom ter um suporte de profissionais experientes em transações internacionais. Nesse caso, uma trading company será essencial para o sucesso inicial das suas operações. Ela  é responsável por diminuir os embaraços entre compradores e fornecedores estrangeiros.

De fato, existem muitos desafios para quem quer importar. No entanto, é possível driblar todos eles por meio de ações que otimizem e minimizem alguns transtornos. Com as dicas dadas neste artigo, você já sabe como fazer isso e aproveitar as oportunidades da área.

Ainda ficou com receio para começar a comprar em outra nação? Calma! Entre em contato conosco e conte com nossa equipe especializada para lhe ajudar em todas as etapas.

Notícias aduaneiras do mês de setembro

15 de setembro de 2020

ver mais

Série Importação: Máquinas para a movimentação de carga

3 de setembro de 2020

ver mais

Série Importação: Máquinas para a agricultura

26 de agosto de 2020

ver mais

Notícias aduaneiras do mês de agosto

17 de agosto de 2020

ver mais