4 benefícios da importação de matéria-prima para indústrias

22 de dezembro de 2021

Apesar de vivenciarmos uma instabilidade no preço do dólar, a importação de matéria-prima estrangeira para as nossas indústrias ainda é uma realidade bastante vantajosa. Afinal, elas costumam ter uma qualidade superior a nacional, preços mais competitivos, além de não se encontrar substitutos no mercado interno.

Segundo estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI), publicado pela Agência Brasil, mais de 70% das indústrias brasileiras possuem dificuldade em conseguir insumos nacionais para suprir suas necessidades.

Diante desta informação, fica cada vez mais claro a necessidade das indústrias recorrerem aos insumos estrangeiros. Por isso, se você está planejando importar matéria-prima, confira todas as vantagens desse negócio para sua empresa neste artigo.

 

Por que importar matérias-primas?

Como já falamos, o dólar teve uma grande valorização nos últimos meses quando comparamos ao real. Mesmo diante desta realidade, importar matérias-primas ainda apresenta muitos benefícios para as indústrias.

O Brasil ainda sofre com a falta de tecnologia própria proveniente da época em que o mercado estava fechado para o comércio exterior. Enquanto isso, em outros países encontramos uma oferta gigantesca de inovações em diversos âmbitos.

Além disso, como sofremos constantemente com a falta de alguns insumos, seus valores acabam disparando no mercado interno, dificultando o acesso pelas empresas. Em alguns casos, vale mais comprar de fora do que de fornecedores nacionais.

Sendo assim, a importação de matéria-prima deve sempre ser vista como uma alternativa para a empresa, seja por questões de necessidade, seja por razões estratégicas.

 

4 vantagens da importação de matérias-primas

Acredito que você deve ter ficado muito interessado em conhecer mais sobre as vantagens da importação de matérias-primas, acertei?

A seguir, reunimos 4 benefícios desta prática. Vamos lá?

1 – Possibilidade de menores preços

A chance de conseguir preços mais atrativos é o primeiro ponto que podemos levar em consideração. Em países asiáticos, como China e Vietnã, mesmo realizando a conversão do dólar, os valores apresentados por estes locais ainda chamam a atenção, além da sua alta capacidade produtiva.

Dependendo do insumo que você está negociando, a compra de fora pode ser mais rápida e vantajosa quando comparada a uma transação interna. Por isso, como dica, compare sempre este custo-benefício, não se esqueça de considerar taxas e impostos de importação e avalie a agilidade das operações.

2 – Maior competitividade

Outro ponto que você precisa observar ao adquirir insumos estrangeiros, é a competitividade que estas matérias-primas podem agregar ao seu produto. Afinal, muito além do custo de compra, em diversos casos, a qualidade dos materiais e das tecnologias utilizadas lá fora pode ser superior aos nossos, o que tende a valorizar ainda mais sua marca e produtos.

Desta forma, além de oferecer um produto com uma maior qualidade, você pode praticar preços diferenciados, o que tende a elevar seu faturamento.

3 – Escassez de insumos no mercado interno

Como resumimos, a variação cambial também afeta as exportações brasileiras. Quando isso ocorre de forma desequilibrada, pode acarretar a falta de insumos para o consumo interno, consequentemente, impactando o preço e a disponibilidade no mercado. Muitas vezes, isso acaba resultando na necessidade de importação de matérias-primas.

4 – Insumos de maior qualidade

Ainda podemos destacar que, muitos insumos internacionais acabam tendo uma qualidade superior aos nacionais. São diversos fatores que influenciam nesta questão, como solo, umidade, temperatura, sazonalidade, fauna, entre outros.

Além disso, o acesso a tecnologias e inovações também influencia grandemente, como já falamos.

Ou seja, ao encontrar um país que tenha as condições ideais para produção dos insumos, e os comercialize a preços atrativos, é possível desenvolver produtos com qualidade superior à do mercado brasileiro, sem que seja necessário repassar os custos ao cliente final.

 

Como realizar o processo de importação de matéria-prima com segurança?

Sem dúvidas, a importação de matéria-prima pode agregar vantagens muito competitivas ao seu negócio. Além disso, a automatização dos processos permite transações muito mais seguras e ágeis.

No entanto, assim como qualquer outra operação de Comércio Exterior, qualquer falha ou falta de estratégia pode acarretar atrasos, apreensões e, até mesmo, em prejuízos incalculáveis.

Sendo assim, a melhor forma de garantir a eficiência e o sucesso de suas importações é contar com uma assessoria especializada, que se responsabilizará desde as questões burocráticas até as operações logísticas de seus pedidos, com base em conhecimento técnico e tecnologia.

Com isso, se sua empresa busca simplificar a importação de matéria-prima com segurança e confiabilidade, não deixe de conversar com um de nossos especialistas e conheça as soluções exclusivas da Open Market em importação de matéria-prima.

Gostou deste conteúdo? Para continuar acompanhando os temas mais importantes do comércio exterior em primeira mão e de forma descomplicada aqui no blog, basta curtir a nossa página no Facebook e Linkedin ou seguir a gente no Instagram.

Tem sempre novidades por aqui e a gente se vê no próximo post!

 

Open Market – Comércio Exterior

 

Qual o efeito do Peak Season Surcharge na importação e exportação?

11 de maio de 2022

ver mais

Descubra as vantagens de Santa Catarina contar com 5 portos

4 de maio de 2022

ver mais

Saiba mais sobre o que são os Incoterms e como utilizá-los corretamente

27 de abril de 2022

ver mais

Descubra como a decisão de redução de impostos irá impactar a economia

20 de abril de 2022

ver mais