Como evitar o alto custo dos fretes internacionais?

25 de maio de 2022

Todos os anos, ocorrem períodos de alta nos preços dos fretes internacionais. Isso gera um aumento do custo para se importar ou exportar praticamente todos os tipos de produtos.

Como isso pode prejudicar diretamente diversos setores do comércio e das indústrias, vamos abordar formas de evitar pagar mais caro pelo frete internacional no processo de importação ou exportação.

 

Por que o frete internacional aumenta?

Como a venda direta ao consumidor final, o frete internacional segue a lei da oferta e demanda, quanto maior a demanda e menor a oferta, mais caro se torna o frete.

Esse aumento de preços pode ocorrer por diversos fatores, no caso do frete internacional. Contudo o mais conhecido é PSS (Peak Season Surcharge), sigla para Taxa de Temporada de Pico.

O PSS ocorre em determinadas épocas do ano, de acordo com o país. Nesses períodos, o frete aumenta, devido a elevação do volume de carga que precisa ser transportada, sem que ocorra aumento da frota de navios ou aviões para isso.

Quando o PSS interfere no frete internacional?

O PSS é sempre cobrado em épocas específicas. No Brasil o PSS ocorre nos meses de maio a setembro, época que as empresas se preparam para as festas de final de ano, fazendo o maior estoque possível.

Dentre esses meses o nível de importações sobe muito, visando principalmente o Natal, o que faz com que o espaço disponível em navios, portos e centros de distribuição seja drasticamente reduzido.

Com o espaço reduzido, tanto para armazenar mercadoria e transportar (esse é que deixa o frete mais caro), ocorre um aumento súbito do preço do frete internacional, já que uma quantidade menor de navios estará disponível para realizar o frete.

Além disso, nesse mesmo período, a capacidade dos portos fica limitada, fazendo com que mais navios fiquem na espera por descarregamentos ou carregamento de mercadorias, o que pode gerar atrasos no prazo de entrega.

 

Como evitar o aumento do frete internacional?

O frete internacional aumenta devido a limitação do sistema de transporte internacional e da vazão ao aumento repentino do fluxo de carga. Desta maneira é preciso prever quando esse aumento irá ocorrer, para que ele seja evitado.

No caso do Brasil, esse período já está bem definido, que é entre os meses de maio e setembro, visando o comércio para o Natal. Durante esse período, o sistema de frete fica sobrecarregado, sendo necessário pagar o PSS.

Mas como é possível evitar essa situação? Como o PSS ocorre em datas definidas, o ideal é se planejar para realizar o frete fora dessa época, assim mantendo o custo do frete em valores normais ou reduzidos.

Contudo pode ocorrer de sua empresa precisar transportar algo durante o PSS, nesse caso não há como evitar a taxação extra, mas é possível evitar atrasos na entrega.

Para que sua mercadoria não atrase, é recomendado a divisão da carga, alocando espaços menores nos navios, já que existe o limite de quantos navios podem ser descarregados por vez em um porto, a divisão ajuda a obter pelo menos uma parte da carga de forma mais tranquila.

Outro ponto é que com a alocação de espaço menor, é possível pegar fretes com uma taxa menor que o total do PSS, pois se está usando espaço que ficaria vazio em um navio.

Quer saber como manter o custo do seu frete internacional controlado? Entre em contato com a Open Market, temos uma equipe especializada em importação e exportação.

Entre em contato com a Open Market e saiba como podemos ajudá-lo.

Para ficar por dentro das últimas notícias a respeito do comércio exterior no Brasil e no mundo, acompanhe o blog da Open Market.

Aproveite e siga nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn.

 

Open Market – Comércio Exterior

Entenda tudo sobre o despacho aduaneiro e o seu funcionamento

3 de junho de 2022

ver mais

Tudo o que você precisa saber sobre o Import Clearance

1 de junho de 2022

ver mais

Como evitar o alto custo dos fretes internacionais?

25 de maio de 2022

ver mais

Qual o efeito do Peak Season Surcharge na importação e exportação?

11 de maio de 2022

ver mais