Como funciona o Radar de importação Siscomex e como habilitá-lo? Entenda tudo aqui!

2 de dezembro de 2019

Você quer importar seus produtos da China e já tem tudo definido, mas descobre que precisa habilitar um sistema da Receita Federal para começar definitivamente. É por meio do Radar Siscomex que todas as movimentações poderão ser feitas.

Essa é uma daquelas partes burocráticas de importação no Brasil, mas não é tão difícil quanto parece. Para entender melhor esse assunto, continue a leitura. Neste artigo, abordaremos tudo isso e muito mais.

Saiba como funciona o Radar de importação Siscomex

O Siscomex é uma ferramenta de controle da Receita Federal, Secretaria de Comércio Exterior e Banco Central.  Ao contrário do que muita gente pensa, o Radar Siscomex são dois sistemas que se interligam.  Primeiramente você terá que realizar um cadastro no Siscomex. Assim, poderá realizar uma análise sobre estrutura e condição financeira para estar apto.

Para começar é preciso se atentar nas três categorias do Radar, a expressa, limitada e ilimitada. A primeira serve para quem quer importar até 50 mil dólares a cada 6 meses. A segunda é para importações de até 150 mil dólares no mesmo período. E a última é ideal para quem importará mais do que o valor anterior.

Entenda a importância dessa habilitação

Além de permitir acesso ao Siscomex, a autorização garante que as empresas consigam importar e exportar de forma legal e facilitada. Isso porque há uma diminuição do uso de papéis físicos, dos custos e da burocratização, assim como maior agilidade e facilidade para acompanhar as informações de todas as ações.

Veja como obter esse sistema

Para importar, você precisará levar até a Receita Federal os comprovantes referentes a sua situação. Se for pessoa física, leve os documentos de identificação, comprovante de endereço e não tenha irregularidades no seu CPF. Para as empresas, são necessárias as declarações da própria, dos seus representantes, certidões da organização, certificado digital para os sócios e empreendimento.

No entanto, cada tipo de Radar precisa de uma série de comprovações específicas. Por isso, compareça a alfandega e peça uma lista de todos os que serão solicitados para o seu caso, para só então entregar tudo.

Com tudo enviado, é só aguardar a análise de aprovação, que demora até 10 dias. Aqui, são avaliados se as informações que foram fornecidas são compatíveis com sua base de dados e a sua capacidade operacional e empresarial.

Depois de aprovado, é providenciado uma senha para o sistema Siscomex, onde serão armazenadas as suas operações e autorizado o preenchimento dos documentos necessários para começar a realizar as movimentações.

Por isso, para você fazer importações dentro da lei é preciso saber como funciona o Radar Siscomex. Ele é a única forma de realizar movimentações para o comércio exterior. Agora que você sabe como é o procedimento e se pretende trabalhar com isso, não perca tempo e habilite-se.

Depois de entender o que é o Radar Siscomex, conte conosco para ajudar no processo de importação e exportação.

 

Entenda o que é o Portal Único Siscomex e como ele ajuda a sua empresa

13 de fevereiro de 2020

ver mais

5 desafios para quem quer importar em 2020: saiba quais são e como driblá-los

4 de fevereiro de 2020

ver mais

Como se habilitar no RADAR de Importação e qual sua importância?

24 de janeiro de 2020

ver mais

Analista de Comércio Exterior: o que faz e como se tornar um?

24 de janeiro de 2020

ver mais