IOF: Tudo o que Você Precisa Saber

8 de abril de 2019

Ainda que você não saiba o que ele é, provavelmente já deve ter ouvido falar do famoso IOF.

Em resumo, esse é um imposto muito comum cobrado em transações internacionais. Entretanto, um detalhe que você talvez não saiba é que ele também é arrecadado em diversas operações aqui no Brasil.

De fato, sim, você está pagando caro por ele e nem está se dando conta! Mas fique tranquilo que existem alguns detalhes que lhe ajudarão a lidar com essa taxa e ter uma boa economia.

Neste artigo vamos lhe apresentar o que é o IOF, como ele é cobrado e também daremos algumas dicas para que você consiga pagar menos ou, até mesmo, ficar isento a ele. Veja!

O que é o IOF e como ele funciona?

Assim, o IOF é uma taxa Federal, cobrada sobre as operações financeiras que são realizadas por pessoas físicas ou jurídicas. Além disso, um dos seus principais objetivos é a regulação do mercado econômico.

Por ser flexível e sensível, dessa forma, ele acaba servindo como aviso e um ajuste do Governo para controlar o consumo e entrada de dólares no país.

Veja, então, alguns exemplos de onde você paga esse imposto:

  • Financiamentos;
  • Empréstimos;
  • Cheque especial;
  • Títulos imobiliários;
  • Cartão de crédito;
  • Venda e compra de Títulos públicos;
  • Câmbio de seguros.

Certamente, em cada um dos exemplos acima o IOF terá um valor diferente, por conta da Alíquota que incide sobre o produto que está sendo taxado.

O que é essa tal de Alíquota?

Alíquota representa, portanto, o percentual ou a intensidade com que um imposto é aplicado sobre um produto, ou serviço.

Dessa forma, todos os produtos que são tributados possuem um valor de alíquota integrado. Em suma, ela mostra a representatividade que uma taxa tem sobre o valor total do produto.

Por que você precisa conhecer o IOF?

Um dos principais motivos para você tomar consciência sobre essa taxa é para que possa evitá-la ou até mesmo pagar menos por ela.

Para saber como evitá-la, desse modo, primeiro você precisa compreender como ela é aplicada. Vejamos!

Como ele é cobrado em investimentos

O valor do IOF varia, portanto, em valor regressivo no primeiro mês da aplicação quando você faz investimento em Títulos de curto prazo, como:

  • Tesouro direto;
  • CDBs;
  • LCs.

Caso você deseje resgatar o investimento antes dos primeiros 30 dias, então, terá de pagar taxas elevadas. Por fim, você pode conferi-las na Tabela regressiva de impostos abaixo:

Prazo de dias Corridos % de IOF sobre o rendimento Prazo de dias corridos % de IOF sobre o rendimento
1 96 16 46
2 93 17 43
3 90 18 40
4 86 19 36
5 83 20 33
6 80 21 30
7 76 22 26
8 73 23 23
9 70 24 20
10 66 25 16
11 63 26 13
12 60 27 10
13 56 28 6
14 53 29 3
15 50 30 0

Como ele é cobrado no cartão de crédito

Para compras feitas no exterior, através do cartão, a taxa de IOF gira em torno de 6,38%, podendo variar de acordo com o valor do produto.

Aliás, se quiser conferir a taxa, basta consultar a fatura do seu cartão. Lá vem tudo especificado.

Desse modo, é recomendado o uso de papel-moeda, onde você consegue pagar uma taxa bem menor, que geralmente fica entre 1,1% e 5%.

O que fazer, então, para não perder seu dinheiro com o IOF?

Em síntese, a melhor maneira de evitar o desperdício de dinheiro com esse imposto é mudando seus hábitos de consumo. Assim, com pequenos ajustes é possível economizar muito a longo prazo.

Então, veja algumas dicas:

  • Se for efetuar compras no exterior, prefira pagar em papel-moeda, pois a taxa é menor;
  • Programe-se, então, para não movimentar dinheiro de investimento antes do 30° dia;
  • Lembre-se que o Cheque especial também cobra IOF, então evite usá-lo.
  • Evite levar a moeda brasileira para trocá-la em países de primeiro mundo, pois você sofrerá uma dupla desvalorização por conta do câmbio.

Se você chegou até aqui, então, está pronto para pronto para lidar com esse imposto em suas principais variações financeiro.

Saiba o que o comércio exterior espera da última reunião do BRICS

29 de novembro de 2019

ver mais

BRICS: o que é e como o Brasil faz parte disso? Entenda tudo!

28 de novembro de 2019

ver mais

Como será a relação entre China e Brasil em 2020 para o comércio exterior? Saiba tudo aqui!

26 de novembro de 2019

ver mais

Existe uma bolha imobiliária na China? O que ela pode afetar nas suas importações?

5 de novembro de 2019

ver mais