Como funciona a bolsa de valores e o mercado de ações

29 de abril de 2019

Muitos, ao imaginarem como funciona a bolsa de valores, sugerem aquela velha imagem das pessoas agrupadas e gritando ao telefone ensandecidamente.
Há algum tempo, realmente era assim que funcionava a bolsa, também conhecida como Pregão. Mas, hoje em dia, o funcionamento é um pouco diferente, quase tudo é gerenciado online.
Se você está buscando novas fontes de investimento ou se está apenas curioso para conhecer o mercado de ações, então leia até o final deste artigo.
Nele, mostrarmos o que é e como funciona o mercado de ações na bolsa de valores. Assim, lhe ajudaremos a entender se realmente vale a pena você investir dinheiro lá. Acompanhe!

O que são as ações?

Uma ação é a menor parte correspondente ao patrimônio de uma empresa. Portanto, ao comprá-la, você se torna um sócio e o valor que você pagou se transforma em um investimento para a companhia.
Quando uma empresa abre seu capital, em resumo, significa que está disposta a vender partes do seu patrimônio em troca de financiamento público.
Todo esse processo de compra e venda de ações é feito na Bolsa de Valores, como veremos mais a frente.

Quem pode investir e quanto preciso para começar?

Qualquer pessoa pode se tornar sócio de uma grande empresa, principalmente através da compra de suas ações.
Para isso, basta você:

  1. Escolher uma corretora de sua confiança;
  2. Abrir uma conta como investidor;
  3. Escolher um modelo de investimento;
  4. Começar a fazer suas transações.

Você pode começar investindo qualquer valor, vai depender do preço de cada ação. É possível começar com valores bem baixos, como 100 reais, por exemplo.

Como funciona a bolsa de valores e será que vale a pena investir?

A Bolsa de Valores é um local, físico ou virtual, onde, sobretudo, são feitas as transações e negociações da compra e venda de ações.
No Brasil, ela está localizada em São Paulo e é administrada pela BM&Bovespa.

Então, através dela que uma empresa efetua a abertura de capital para receber investimentos, em troca dos títulos ou ações.
Como mencionamos no tópico anterior, todo esse processo de transação é intermediado pelas corretoras certificadas.

Os tipos de ações

As ações podem ser compradas de 3 formas:

  • Fundos de Investimentos — Neste modelo de investimento, cada investidor possui uma cota, que representará a quantidade total de ações disponíveis no fundo. É preciso, porquanto, ter um profissional credenciado pela Comissão de Valores Mobiliários — CVM, responsável pela compra e venda das ações. Por isso, vale lembrar que cada fundo possui suas próprias regras.
  • Clubes de Investimentos — Esse formato é mais flexível, podendo ser composto por um grupo mínimo de 3 pessoas e chegar até 150. Diferente do fundo, não é exigida a presença do gestor credenciado a CVM, mas é necessário que uma pessoa seja responsável por dar as ordens de compra e venda.
  • Individualmente – Como o próprio nome sugere, nesse caso, o investidor tem a liberdade de fazer tudo sozinho. Assim, em casos de dúvidas, ele também pode contar com os orientadores de sua corretora. Todo processo de gestão de sua carteira de investimentos pode ser feita via painel online pelo sistema Home Broker da sua corretora.

Para que você consiga avaliar se vai valer à pena colocar seu dinheiro nesse tipo de investimento, destacamos algumas vantagens e desvantagens que você terá. Veja!

Vantagens

  • Possibilidade de se tornar sócio de empresas gigantes com pouco dinheiro;
  • Capacidade de diversificação da sua carteira;
  • Pode ser uma oportunidade de multiplicar seu patrimônio mais rapidamente;
  • Proteção do seu investimento contra a inflação;
  • Lucrar sem precisar estar envolvido na gestão das empresas;
  • Maior facilidade de resgate do dinheiro.

Desvantagens

  • O grau de risco pode ser alto se você não souber o que está fazendo;
  • Alguns investimentos podem ser mais complexos, exigir mais atenção e tempo;
  • Seu investimento fica sensível à flutuação política e econômica.

Agora que você entendeu como funciona a bolsa de valores, vale lembrar que para ter sucesso em seus investimentos, é preciso estudar a fundo o mercado ou ter um especialista como conselheiro.

Se você quiser conhecer outras maneiras de investir o seu dinheiro, então irá gostar desse artigo, onde explicamos em detalhes, como e onde investir no exterior. Dá uma olhada!

Saiba o que o comércio exterior espera da última reunião do BRICS

29 de novembro de 2019

ver mais

BRICS: o que é e como o Brasil faz parte disso? Entenda tudo!

28 de novembro de 2019

ver mais

Como será a relação entre China e Brasil em 2020 para o comércio exterior? Saiba tudo aqui!

26 de novembro de 2019

ver mais

Existe uma bolha imobiliária na China? O que ela pode afetar nas suas importações?

5 de novembro de 2019

ver mais